DB

Produtos - Agricultura e Pecuária

Agricultura e Pecuária

Milho

Milho

O milho é um cereal bastante utilizado no mundo como alimentação para humanos e para animais por possuir boas qualidades nutricionais, contendo vários aminoácidos. O cereal, ainda, apresenta um alto teor de carboidratos, além de ser energético – cada 100 gramas de milho contêm cerca de 100 calorias. O milho também detém vitaminas E, A e B1, e sais minerais (fósforo, cálcio e potássio).

Soja

Soja

Da mesma família do feijão, a soja é riquíssima em proteínas vegetais. A commodity, que possui uma grande quantidade de aminoácidos, é originária do continente asiático, especificamente da China. Ela também é utilizada para a fabricação de rações animais.

Feijão

Feijão

O feijão é uma semente com alto valor nutritivo, principalmente pela presença do ferro. O alimento é rico em proteínas vegetais e possui um alto valor calórico, sendo que 100 gramas de feijão apresentam 330 calorias. O grão pode ser produzido durante todos os meses do ano e, além do ferro, contém os seguintes sais minerais: potássio, fósforo e cálcio.

Sorgo

Sorgo

O fruto do sorgo é o grão seco e a sua composição é bastante parecida com a do milho e a do trigo. Em relação ao amido, o sorgo assemelha-se ao milho e o seu teor de açúcar é constituído principalmente de sacarose. Comparando-se a quantidade de proteína presente no sorgo e no milho, a do sorgo é bastante superior, chegando a 18%.

Trigo

Trigo

O trigo é cultivado em todo o mundo desde a antiguidade, sendo a segunda maior cultura de cereais nos dias atuais. É um alimento básico para a população humana e para os animais. Também é um ingrediente utilizado na fabricação da cerveja.

Tomate

Tomate

Considerado o rei das hortaliças, o tomate é uma das mais importantes culturas, pelo volume de produção e geração de empregos. É muito bem aceito, sendo amplamente consumido ao natural e como matéria-prima na preparação de molhos, extratos, sucos e outros derivados. O Brasil é o oitavo maior produtor e responde por 3,5 milhões de toneladas, de um total de 110 milhões de toneladas produzidas no mundo todo. Rico em licopeno (um agente anticancerígeno), o tomate é fonte de vitaminas A, C e do complexo B, e rico em sais minerais, que fazem dele um excelente aliado na prevenção de doenças.